quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Quem sabe

Nenhum comentário:
 

Todos os dias eu te vejo, incansavelmente suspiro, platônicamente te amo e você nem sabe meu nome, eu sei o seu, sempre soube.
Poucas vezes você me olhou, e em todas eu comemorei. Poucas vezes consegui que de alguma forma ficássemos próximos, vibrei, aliás tudo que inclua você sempre parece um grande passo, mas não é, não aos seus olhos, mas um gigante passo para mim, o garota apaixonada.
Fico nessa briga interna imaginando se isso pode passar do platônico para o físico, dúvidas, muitas dúvidas.
Tudo passou a ser "quem sabe", não sei se disso passa, não sei se vou ter vontade de continuar nessa via de mão única, sem retorno, sem respostas e sem você.
Quem sabe um dia tudo possa ser possível, quem sabe nós dois, quem sabe.

Beijos :*
Eli
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar, mas lembre-se: Onde seus direitos terminam os meus começam.

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff