quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Que me chamem de louca

3 comentários:
 

Que me chamem de louca, zombem de mim, nada vai mudar o meu jeito, a minha essência, nasci assim e não te obrigo a gostar, você fica se quiser. Falo pelos cotovelos, fico rindo de qualquer besteira e mudo de opinião a todo instante, devo te parecer estranha, mas antes estranha do que alguém que precisa de platéia para se sentir especial.
Me apaixono por tudo e todos, falo quando não devo, choro quando não preciso e sonho com quem não merece, nada tem importância, no fundo a garota medrosa ainda existe, mas dela não preciso mais, nunca precisei.
Não quero tudo, quero muito, tudo nem sempre é muito. Muito vem acompanhado de sonhos, tudo trás  algumas coisas ruins, e quer saber? Quero o melhor!
Próximo passo: conquistar o mundo!

Beijos :*
Eli

3 comentários:

  1. nossa meu, a d o r e i
    mas uma vez a Elisama vc com esse textos lindos *-*
    af mano *-*

    ResponderExcluir
  2. é ótimo saber que gostaram *-*, sempre obrigada.

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para comentar, mas lembre-se: Onde seus direitos terminam os meus começam.

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff