sábado, 8 de dezembro de 2012

Telefonema

Nenhum comentário:
 

Aí ele me liga de madrugada pedindo para voltar, não me comovo, afinal o idiota deve estar no mínimo muito bêbado para fazer algo assim depois de todas as brigas e bate-boca que tivemos. Mando secamente que vá tomar naquele lugar e desligo o telefone. Quem ele pensa que é? Como pode achar que depois de tanto tempo uma ligação desesperada no meio da noite me faria engolir o amor próprio que demorei tanto tempo para adquirir? Como se eu não soubesse que isso é um joguinho patético que ilustra as tentativas frustadas que teve com as outras garotas depois de mim, não nasci para tapar buraco, curar dor de cotovelo, imagine se tratando de ex-namorado ainda, dispenso essas declarações de amor, meu coração vai muito bem.
Penso seriamente em mudar de número, cidade, país e de planeta até se fosse possível, porque sei que ele sente o cheiro da minha felicidade, sente quando estou me aproximando de esquecer tudo e em uma ligação faz com que me lembre de tudo, e dói. Dói tanto que reprimo algumas lágrimas me xingando internamente de "fraca", mas o que estou fazendo? Sou a mocinha da história, não tenho que me culpar, apesar de sentir que isso não deveria mais ter efeito devastador, seguro um soluço e respiro fundo, logo em seguida recebo uma sms "Precisamos conversar, que tal amanhã?", um sorriso debochado escapa, depois de engolir o choro respondo "Tudo já foi dito, já segui em frente, estou muito bem e agradeço se esquecer meu número". Não menti, nunca tinha me sentido tão bem quanto agora.

Beijos :*
Eli
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar, mas lembre-se: Onde seus direitos terminam os meus começam.

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff