quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Com amor, por favor: Moreno de cabelos enrolados

Nenhum comentário:
 

Naquela quarta-feira queria apenas ver meu seriado favorito e dormir, sem planos e sem ter que usar removedor de maquiagem, mas como explicar isso para sua melhor amiga que está neurótica para ir naquele barzinho do centro da cidade? Impossível.
Vesti uma calça do dia-a-dia e uma bota, sem muita expectativa. Chegamos e nos sentamos, não beberia em pleno dia de semana, não beberia em dia nenhum aliás, essa era uma meta de ano novo, um ano sem ressaca, sms inoportuna para ex e qualquer outra idiotice que se faz bêbado.
Olhei impaciente para todos os lados até que cruzei o olhar com um moreno de cabelos enrolados no outro canto do bar, corei automaticamente. Sandra quis saber porque eu estava com aquela cara de cachorro com vergonha, inventei uma desculpa. Desde quando me tornei tão sensível à olhares masculinos? Mas não se tratava de como eu agia e sim do carinha bonito que encarou. De canto de olho consegui notar que o cara de cabelos enrolados estava em uma mesa com alguns amigos, queria ser uma mosca para saber qual era a piada que arrancava tantas gargalhadas. Ele era adoravelmente bem vestido, uma camisa branca com os primeiros botões desabotoados revelava seu peito branco e alguns pêlos saiam para fora de forma sensual. A calça jeans despojada torneava suas longas pernas. Deixei de observar a roupa para olhar seu rosto, era tão lindo que parecia surreal, lábios carnudos e olhos verdes. 
Sandra falava incansavelmente do caso que teve com seu colega de trabalho, uma história chata e que ela repetia de cinco em cinco minutos, era egocêntrica demais para se quer me deixar contar sobre minha vida, então eu fingia interesse no assunto.
Fui pega desprevenida quando ele me surpreendeu com um sorriso e uma leve piscada, Ana você parece uma idiota, repetia mentalmente enquanto babava pelo carinha desconhecido.
Arrumei uma desculpa para ir ao banheiro e sair por algum tempo daquela conversa chata.
Voltando tropecei em uma bebida que alguém tinha deixado cair no chão, todos me olharam e alguns até se esforçaram para não rir. Não tinha bebido e já estava pagando mico. Respirei fundo e levantei com ajuda de uma mão desconhecida, foi aí que percebi que aquela mão era do moreno de cabelos enrolados que fiquei "secando" a noite toda. Ótimo modo de conhecer alguém Ana, parabéns! Me ironizei internamente.

Continua...

Beijos :*
Elis


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar, mas lembre-se: Onde seus direitos terminam os meus começam.

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff